FUNDAÇÕES E REFORÇOS

 

Estaca Raíz

 RODOVIAS 

 FERROVIA 

 EDIFICIOS 

Estaca raíz são consideradas escavadas e injetadas, moldadas "in-loco", que são caracterizadas pela injeção de ar comprimido imediatamente após a moldagem do fuste e no topo com a remoção sucessiva de camisas metálicas.

Sua grande características principal que o define é a possibilidade de execução em maciços rochosos, execução em diferentes ângulos de acordo com o limite do maquinário e sua alta capacidade de carga em relação ao seu pequeno diâmetro.

Outra grande vantagem em termos executivos para área urbana é de sua ausência de vibração, que pode acarretar danos as edificações vizinhas.

Foto de operador realizando perfuração em rocha com tricone tipo asa, para perfuração de solo mais resistente. Fonte: Gheos

Os diâmetros possíveis para a estaca raíz podem ser vistos na tabela abaixo:

Tabelas de diâmetros mínimos de tubo camisa para garantir diâmetro mínimo efetivo da estaca. Fonte: ABNT 6122

Etapas importantes:

- Perfuração com elemento rotopercussivo com circulação de água ou martelo pneumático para o caso de rocha.

- Instalação da armadura

- Lavagem da estaca

- Preenchimento com argamassa

- Remoção do revestimento e aplicação de golpes de ar comprimido

Foto de limpeza do furo, após perfuração, com água limpa e sem resíduos

Fonte: Gheos

Preenchimento de argamassa, com traço recomendado por norma, com composição mínima de areia, cimento e água.

Fonte: Gheos

Antes das etapas de injeção, é necessário a perfuração com revestimento para garantir a integridade da estaca durante todo o fuste. Após chegar a cota de fundo determinada pelo projeto, será realizada a inserção da armadura integralmente, com a posterior limpeza do furo com água que não contenham detritos e sedimentos.

Ao se limpar a estaca e perceber que não há muitos detritos, deverá haver a injeção de argamassa, ou seja, composta de areia, água e cimento, com quantidades mínimas determinadas por norma e relacionada a resistência desejada.

Para casos especiais onde pode-se perceber que não há possibilidade de avanço, tanto do tubo camisa (wídea em sua extremidade), e nem o tricone tipo ASA, opta-se por uso de martelo de fundo, ou DTH (down the hole).

O DTH é um martelo pneumático que possibilita a perfuração em rocha, inserida internamente no tubo camisa, para garantir a estabilidade do furo, e avançando por meio dinâmico, ao invés do rotopercussivo igual ao outro método.

Vídeo mostrando a perfuração em rocha por martelo pneumático. Fonte: Gheos

Suas aplicações além de fundações também podem ser estendidas para contenções, respeitando as devidas limitações ou acompanhadas de outros elementos, tais como tirantes.

ENTRE EM CONTATO

São Paulo/SP - Brasil

(11) 3473.6162

gheos@gheos.com.br